What’s News

  • Português
  • English
  • Postado em 19 de janeiro, 2012


    O Goldman Sachs informou que seu lucro caiu 58% no quarto trimestre, comparado com o mesmo período de 2010, para US$ 1 bilhão, empurrado pelo declínio das atividades dos mercados de capital. Apesar de o resultado ter superado as expectativas de analistas, o banco americano afirma que está se concentrando em controlar as despesas e avaliando o tamanho de suas várias divisões.

    O FMI identificou que precisará de algo entre US$ 500 bilhões a US$ 600 bilhões em recursos adicionais para ajudar a enfrentar a crise da dívida soberana europeia, disseram autoridades do FMI e da zona do euro. A Europa já teria se comprometido com US$ 250 bilhões, mas o resto teria de vir de outros países.

    A Kodak, fabricante de produtos fotográficos dos EUA, está se preparando para nomear um diretor de reestruturação, uma iniciativa que pode ajudá-la a garantir os financiamentos de que precisa para continuar operando durante uma concordata, disseram pessoas a par da situação.

    A australiana BHP, maior mineradora do mundo por receita, anunciou que deverá registrar em 2011 mais um recorde na sua produção anual de minério de ferro, estimada agora em 159 milhões de toneladas.

    A Airbus, fabricante europeia de aviões, informou ontem que aumentou em 6,1% o preço da sua família de jatos de médio alcance A320neo para tirar proveito de uma alta na demanda por aviões novos e econômicos.

    Shigetaka Komori, diretor-presidente da Fuji, fabricante japonesa de equipamentos médicos e câmeras digitais, disse que sua empresa estuda ajudar a rival e também japonesa Olympus, abatida por um escândalo contábil, a levantar o capital de que ela necessita. “Há um grande senso de responsabilidade social no setor médico, então gostaríamos de oferecer o nosso apoio,” disse Komori, sem confirmar se há negociações específicas.

    O Citigroup foi multado em US$ 725.000 pelas autoridades financeiras dos EUA, que acusam o banco americano de não divulgar certos conflitos de interesse em relatórios de pesquisa e palestras realizadas por seus analistas entre 2007 e 2010, disseram essas autoridades.

    A taiwanesa TSMC, maior fabricante mundial de chips em receita, divulgou queda de 22% no lucro do quarto trimestre frente a um ano antes, para US$ 1,1 bilhão. Em meio à desaceleração global, a empresa cortará 18% dos gastos de capital em 2012, para US$ 6 bilhões.

    O Scotiabank, do Canadá, informou que concluiu a compra, por US$ 1 bilhão, de 51% do Colpatria, quinto maior banco da Colômbia.

    Um tribunal de recurso dos EUA reverteu um veredicto de US$ 185 milhões a favor da empresa britânica de gás BG, que acusava a Argentina de prejudicar seus investimentos no país ao desvalorizar o peso em 2001 e 2002. Segundo a corte, a BG falhou ao não tentar resolver primeiro o caso nos tribunais argentinos. A BG não comentou o caso.

    O BNDES emprestou R$ 140 bilhões em 2011, 17% abaixo do recorde de R$ 160 bilhões de 2010, disse o presidente, Luciano Coutinho. Ele espera que o volume suba um pouco este ano.

    A Bolsa de Valores do México pode unir-se ao mercado integrado latino-americano Mila no início de 2013, dependendo da conclusão de um estudo de viabilidade, disse Francis Stenning, gerente geral da Bolsa de Lima. O Mila, inaugurado em maio, conta com as bolsas do Chile, Colômbia e Peru e só é menor na região que a Bovespa em valor de mercado.

    A Pemex, petrolífera estatal mexicana, vai começar a perfurar um poço em águas profundas na região de Perdido, no Golfo do México, em maio ou junho, disse seu diretor geral, Carlos Morales.

    O JBS informou que sua filial americana vai emitir US$ 400 milhões em títulos globais que vencem em 2020, num esforço de melhorar o perfil de sua dívida.

    Valor Econômico/AC



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter