Setor de private equity prevê ano de mais compras

  • Português
  • English
  • Postado em 8 de abril, 2015


    A Associação Brasileira de Private Equity & Venture Capital (ABVCAP) prevê um volume maior de investimento pelas empresas do setor neste ano, em relação a 2014. Segundo o presidente da entidade, Fernando Borges, em 2014, havia um grau maior de incertezas no país devido à disputa presidencial. “Foi um ano de muitas incertezas. Havia três alternativas políticas. Os investidores foram mais cautelosos. Neste ano, do ponto de vista macroeconômico, piorou. É um momento político complicado. Mas, do ponto de vista de investimento, estamos em um cenário diferente de 2014, com muitos negócios na rua”, afirmou o executivo, durante congresso anual da ABVCAP.

     

    De acordo com levantamento da ABVCAP com a KPMG, os investimentos realizados por fundos de private equity e venture capital totalizaram R$ 13,6 bilhões no ano passado. O valor foi 18,56% menor que o registrado em 2013. Segundo o vice-presidente da ABVCAP, Clovis Meurer, os reflexos da operação Lava-Jato, da Polícia Federal, para as grandes construtoras, pode abrir espaço para fundos de private equity no setor de infraestrutura. “O maior impacto [da Lava-Jato para o setor] é a oportunidade de negócios. Se antes as grandes construtoras faziam investimentos em determinados setores, por exemplo infraestrutura, é possível que, em elas não continuando a fazer e isso dê margem para que fundos de private equity possam fazer os negócios.” Pelo lado das captações, porém, Borges disse prever que o volume a ser levantado neste ano pode ser menor que o obtido em 2014. “Como ano passado foi um ano bom de captação, e continuamos muito seletivos, imagino que este ano a captação seja menor.”

     

    A entidade não divulga dados de captação, mas anunciou que o volume disponível para investimentos dos fundos no fim de 2014 totalizou R$ 36,8 bilhões. Esse número é 35,1% superior ao apurado em igual período do ano passado.

     

    Fonte: Valor Econômico