‘Será uma gestão de continuidade da companhia’

  • Português
  • English
  • Postado em 24 de janeiro, 2012


    JOSÉ SERGIO GABRIELLI

    Poucas horas antes de embarcar para Davos, onde participará do Fórum Econômico Mundial, o presidente da Petrobras demonstrava tranquilidade. Após seis anos e sete meses no comando da maior companhia da América Latina, Gabrielli acredita que Maria das Graças Foster dará continuidade a sua gestão.

    Ramona Ordoñez ramona@oglobo.com.br

    O Globo: O senhor está saindo para se candidatar ao governo da Bahia?

    JOSÉ SERGIO GABRIELLI: Estou indo, com muita honra, colaborar com o governo de Jaques Wagner na Bahia. Quanto a concorrer às próximas eleições, 2014 ainda está muito longe.

    Como espera que será a gestão de Maria das Graças à frente da Petrobras?

    GABRIELLI: Com certeza será uma gestão de continuidade na companhia.

    Não se deve esperar, então, grandes mudanças?

    GABRIELLI: Acho que não haverá grandes mudanças. A Graça é uma profissional de altíssima qualidade, que dará continuidade ao trabalho.

    O senhor teve atritos com o governo federal por causa dos reajustes dos combustíveis?

    GABRIELLI: Nunca tive nenhum ponto de atrito. A política de reajuste dos combustíveis de longo prazo já demonstrou ser correta.

    Quais os principais destaques da sua gestão?

    GABRIELLI: Destacaria as descobertas no pré-sal, a capitalização e o fortalecimento do sistema Petrobras.

    O Globo/AC



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter