SBM apresenta tecnologia revolucionária para construir novos FPSOs

  • Português
  • English
  • Postado em 22 de abril, 2015


    A SBM reuniu mais de 200 fornecedores brasileiros em um encontro especial dia 16/04, no Centro do Rio de Janeiro, com dois objetivos: reafirmar o interesse da empresa no mercado brasileiro e apresentar um projeto revolucionário para construção de FPSOs. O projeto chama-se Fast Track e mostra como serão os novos FPSOs que a companhia vai construir. O conceito é baseado na limitação das plataformas atuais que suportam pesos gigantescos e estão quase batendo no limite. Cada navio chega a 24 mil toneladas  e com 30 mil toneladas seus cascos já não suportariam a sua operação. É a primeira vez que a SBM apresenta este novo conceito fora da empresa.

    A empresa desenvolveu um projeto que terá a mesma capacidade de produção ou mesmo superior, com um peso menor, graças a uma série de modificações que foram feitas. Desde a forma de produzir o casco, os módulos, a estrutura sobre o navio, até mesmo a qualidade do material que será utilizado na construção e montagem. A SBM deu peso institucional ao apresentar o seu perfil e envolver seus principais fornecedores diretos neste evento. A apresentação foi capitaneada pelo diretor comercial da companhia, Eduardo Chamusca, que falou sobre as possibilidades de se usar este novo projeto de FPSO no Campo de Libra, além de alguns executivos vindos da Holanda, e do próprio presidente da SBM para o Brasil, Philippe Levy, que abriu a sua palestra reafirmando o objetivo da companhia no país:

    “Nós temos muito orgulho de trabalhar no Brasil e quero reafirmar que o mercado brasileiro é prioritário para a SBM”.

    Philippe Levy fez uma apresentação detalhada sobre os planos e as operações da companhia no Brasil, ressaltando a prioridade na estratégia da SBM, que tem 11 FPSOs em operação nas bacias de petróleo nacionais. Deste total, nove estão atuando com a Petrobrás, um com a Shell e outro com a Chevron. Falou também sobre os objetivos de respeitar a política de conteúdo local e trazer novas tecnologias para avançar na exploração do pré-sal. O encontro foi marcado para fortalecer o relacionamento com os fornecedores brasileiros, com o intuito de dar continuidade ao desenvolvimento das atividades da empresa no mercado nacional.

    Fonte: Petronotícias