Rio é a capital brasileira com melhor gestão, mostra ranking da Firjan

  • Português
  • English
  • Postado em 19 de junho, 2015


    A cidade do Rio de Janeiro é a capital brasileira com melhor gestão no ranking do Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), divulgado nesta quinta-feira (18/06). Segundo a Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan), a gestão melhorou e o Rio deu um salto no IFGF a partir de 2010, segundo ano do primeiro mandato de Eduardo Paes, sobretudo por causa da renegociação da dívida do município. “A gente conseguiu medidas importantes a partir de 2010, que foi fazer o ‘swap’ da nossa dívida, aumentamos a arrecadação, tem um controle de despesas eficiente, aumentamos enormemente os investimentos”, afirmou Paes.

    O “swap” foi uma troca de dívida. Em 2010, a Prefeitura do Rio contratou um empréstimo de R$ 1,9 bilhão com o Banco Mundial. O dinheiro foi usado para pagar parte da dívida com a União. Como o empréstimo tem juros menores e prazo maior do que o crédito com a União, a prefeitura teve ganho financeiro. De acordo com o secretário de Fazenda, Marco Aurelio Santos Cardoso, a operação gerou economia de R$ 1,4 bilhão até hoje.

    Paes também comemora ter aumentado a arrecadação e os investimentos em sua gestão. Segundo Cardoso, o orçamento era de cerca de R$ 11 bilhões até 2009, ano em que Paes assumiu. Em 2014, foram R$ 24 bilhões e, em 2015, a previsão é de R$ 28 bilhões. “A gente teve um aumento da arrecadação própria de tributos, sem aumento de alíquotas. Foi implementação de nota fiscal eletrônica, melhoria de arrecadação. A gente fez um esforço de esquadrinhar todas as possibilidades de receita”, disse o secretário. Com isso, os investimentos saltaram de R$ 3,5 bilhões para R$ 4 bilhões ao ano, ou de R$ 7 bilhões a R$ 8 bilhões, se consideradas parcerias público-privadas (PPPs).

    Fonte: Época Negócios



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter