Projeto de Veículos Elétricos ganha força no Rio de Janeiro

  • Português
  • English
  • Postado em 26 de novembro, 2015


    Taxi-Eletrico-Rio

    O Grupo de Trabalho (GT) que analisa a implantação de infraestrutura para a disseminação do uso de veículos elétricos no Rio de Janeiro e a implantação de uma fábrica desses automóveis no Estado voltou a se reunir essa semana (25/11) após a publicação da Resolução 97, responsável por zerar o Imposto de Importação para veículos da categoria.

    A isenção do Imposto de Importação vinha sendo pleiteada junto ao governo federal pelo menos desde 2013, quando o grupo foi criado. Até o fim de outubro, quando a resolução foi publicada, a alíquota desse imposto era de 35% para carros elétricos.

    Uma das primeiras ações do GT para estimular os veículos elétricos foi liderada pela montadora Nissan. Ainda em 2013, a montadora lançou o Programa de Táxis Elétricos no Rio de Janeiro, uma parceria com o Programa Rio Capital da Energia, a Prefeitura do Rio e a BR Distribuidora. O projeto começou com dois carros, e atualmente há 15 modelos elétricos Nissan Leaf circulando na cidade, com emissão zero de poluentes. Nesses dois anos, os veículos rodaram 90 mil quilômetros sem necessidade de qualquer manutenção além da troca de pneus.

    Coordenado pelo Rio Capital da Energia, o Grupo de Trabalho de Veículos Elétricos conta com a participação de outros órgãos do Governo do Estado, como as secretarias de Ambiente, Ciência e Tecnologia, Transportes e da própria Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Também integram o grupo representantes da Nissan, da BR Distribuidora, das distribuidoras Light e Ampla, da agência Rio Negócios, do Inmetro e do BNDES.