Petroleiras são denunciadas por suspeita de cartel na Argentina

  • Português
  • English
  • Postado em 17 de janeiro, 2012


    SYLVIA COLOMBO

    O governo argentino denunciou ontem cinco empresas petroleiras por abuso de posição dominante no mercado de combustíveis: YPF, Shell, Esso, Oil e Petrobras.

    O ministro do Planejamento, Julio de Vido, anunciou que levou a denúncia à Comissão Nacional de Defesa da Competição, que vai investigar se houve cartelização ou outro tipo de comportamento irregular.

    De Vido apontou para diferenças que chegam a até 30% entre o valor do combustível no atacado e o que é vendido nos postos de serviço. O governo calcula que o lucro das destiladoras chegue a 3,5 bilhões de pesos por ano.

    Em entrevista com o presidente da República interino, Amado Boudou, o ministro disse que pediu “que se investigue em profundidade essa distorção do mercado que afeta o serviço público de cargas e de passageiros”.

    As empresas denunciadas não se pronunciaram até a conclusão desta edição.

    Folha de S. Paulo/AC



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter