Obras sob suspeita

  • Português
  • English
  • Postado em 27 de janeiro, 2012


    Resposta para o desabamento de três prédios no centro histórico do Rio pode estar em reformas que eram realizadas no maior dos edifícios; bombeiros resgatam corpos e ainda há desaparecidos

    Às 20h de quarta-feira, o analista de sistemas Leandro Vasconcelos, 40, ligou para a mulher e avisou que terminaria a instalação de um servidor. Ele trabalhava no 4º dos 20 andares do edifício Liberdade, que caiu meia hora depois, junto a outros dois prédios. Vasconcelos é uma das 21 pessoas que, até ontem à noite, continuavam desaparecidas após o desabamento que encheu de destroços, poeira e insegurança a região da Cinelândia, centro do Rio. Cinco corpos, de três homens e duas mulheres, haviam sido achados até a conclusão desta edição. Para a Defesa Civil, as chances de haver sobreviventes são remotas.

    As suspeitas do desmoronamento recaem sobre reformas em andamento no edifício Liberdade. As obras podem ter atingido um pilar da estrutura do prédio, que, assim como os vizinhos, foi construído no final da década de 1930.

    A tragédia motivou críticas da imprensa internacional sobre a qualidade da infraestrutura da cidade do Rio para receber a Copa e a Olimpíada.

    Folha de S. Paulo/AC



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter