Obama faz campanha em Estados estratégicos

  • Português
  • English
  • Postado em 27 de janeiro, 2012


    Em Nevada e Colorado, cruciais para a eleição de novembro, presidente promete investir em energia alternativa

    Denise Chrispim Marin

    Enquanto os pré-candidatos republicanos à Casa Branca se enfrentavam na Flórida em razão de ataques recíprocos em propagandas eleitorais, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, buscou ontem o apoio do eleitorado de Nevada e do Colorado, Estados decisivos para sua reeleição. Durante a viagem, Obama prometeu incentivar empresas de energia limpa e aumentar produção de petróleo e gás natural no Golfo do México.

    Em Las Vegas, Obama propôs a concessão de incentivos para empresas que comprarem caminhões movidos a gás natural. “Nós temos suprimento de gás debaixo dos nossos pés por um século”, afirmou, em visita a uma planta da UPS, empresa já beneficiada pelo governo por investir no uso desse combustível.

    Na Flórida, próxima etapa da eleição primária republicana, o ex-presidente da Câmara dos Deputados Newt Gingrich chamou de “lixo” uma publicidade divulgada pela campanha de seu principal adversário, o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney. O anúncio acusa o ex-deputado de atuar como lobista da Freddie Mac, uma das agências federais de financiamento imobiliário que esteve no epicentro da crise de 2008.

    Gingrich reagiu acusando Romney de fazer propaganda com “dinheiro tomado de pessoas despejadas de suas casas na Flórida por companhias como a Goldman Sachs”. “Não podemos vencer Obama com um candidato que teve conta na Suíça e nas Ilhas Cayman”, disse.

    Ainda ontem, Gingrich fez uma promessa original: se for eleito, tentará colonizar a Lua até 2020. Em uma conferência em Cocoa, Flórida, ele defendeu investimentos na indústria espacial e na exploração de Marte.

    Os dois candidatos participariam ontem de um debate em Jacksonville, o 19º entre pré-candidatos desde o início da campanha republicana.

    Duas pesquisas divulgadas ontem mediram, na Flórida, qual republicano teria mais chances de vencer Obama na eleição de novembro. A consulta da Universidade Quinniapiac – com 1.518 eleitores registrados, entre os dias 19 e 23 – colocou Romney e Obama empatados, com 45% das intenções de voto cada. Gingrich tem 39%, contra 50% de Obama.

    A pesquisa da Universidade Suffolk – com 600 eleitores de Miami, entre os dias22e 24-deu vitória a Romney contra Obama, por 47% a 42%. Contra Gingrich, Obama venceria por 49% a 42%.

    O ex-deputado venceu na semana passada na primária da Carolina do Sul, um dos Estados mais conservadores do país. Romney venceu a prévia anterior, em New Hampshire.

    No caucus de Iowa, o primeiro da disputa republicana, o ex-senador Rick Santorum saiu-se vencedor após uma revisão dos votos. Completa a disputa o deputado Ron Paul.

    O Estado de S. Paulo/AC



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter