Obama anuncia nos EUA área para exploração de petróleo

  • Português
  • English
  • Postado em 27 de janeiro, 2012


    LUCIANA COELHO

    O presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou ontem que abrirá para exploração de petróleo uma área de 38 milhões de acres (15,4 milhões de hectares) no golfo do México, sul do país.

    Com isso, espera reduzir a dependência do combustível estrangeiro e de fricções políticas em outras partes do planeta, promessa repisada por ele e seus antecessores.

    “Mesmo com toda essa produção, porém, temos apenas 2% das reservas mundiais”, afirmou em discurso em Las Vegas. “Temos de desenvolver todas as possibilidades de energia dos EUA e ter uma estratégia limpa que crie empregos.”

    Obama, que nos seus três primeiros anos de mandato defendeu a pesquisa tecnológica e a busca de fontes limpas, tem sido criticado pela oposição republicana por limitar a prospecção em zonas de proteção ambiental.

    Os protestos pioraram após ele vetar a construção de um oleoduto que levaria petróleo tirado das areias betuminosas canadenses (de extração “suja”) até o Texas.

    Com a alta dos preços da gasolina em 2011, hoje em queda, o presidente se viu obrigado a dar mais ênfase em sua política energética. O Brasil tem se beneficiado disso, com o fim de uma tarifa sobre o etanol importado e projetos de parcerias para comprar petróleo do pré-sal.

    Ontem, porém, ele prometeu ampliar o investimento em petróleo e, sobretudo, gás natural -que nos últimos dois anos virou a maior promessa do eldorado energético para os americanos.

    “Mas vamos desenvolver esses recursos sem colocar a saúde dos americanos em risco”, disse.

    Folha de S. Paulo/AC