IBP prevê investimentos de R$ 120 bilhões com regulamentação das unitizações de campos

  • Português
  • English
  • Postado em 26 de janeiro, 2016


    A regulamentação do processo de unitização de campos de petróleo foi pauta de um encontro na tarde da última segunda-feira (25/01) entre o presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), Jorge Camargo, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, e a presidente Dilma Rousseff. Segundo Camargo, a questão da unitização pode destravar investimentos de R$ 120 bilhões, devido ao potencial calculado entre 8 bilhões e 10 bilhões de barris de petróleo já descobertos que ainda aguardam uma regulamentação para serem desenvolvidos.

    “O problema está em campos com áreas adjacentes, que vão até o pré-sal. Vários blocos já leiloados passam dos limites geológicos estipulados quando dos leilões por uma questão geológica. Por lei, a Petrobrás é operadora única do pré-sal, mas os operadores privados querem ter direito sobre as áreas adjacentes às suas descobertas”, disse Camargo.

    O encontro também teve como pauta a extensão da Repetro, regime aduaneiro especial aplicável à exportação e à importação de bens destinados às atividades ligadas ao setor de óleo e gás, e ajustes na política de conteúdo local, que passou recentemente por algumas mudanças, e o fim da cláusula que obriga a Petrobrás a ser a única operadora no regime de partilha.

    Um novo encontro entre Jorge Camargo e Eduardo Braga já ficou marcado para a próxima semana, com foco principalmente na demanda sobre os processos de unitização. O ministro afirmou ao fim da reunião de segunda-feira que o governo não está criando subsídios para a atividade de exploração e produção, mas sim políticas de estímulo à indústria em um momento de barril de petróleo em baixa.

    Fonte: Petronotícias

     

     



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter