IBP defende mudanças regulatórias e novo leilão do pré-sal em 2016 para reanimar a indústria

  • Português
  • English
  • Postado em 3 de dezembro, 2015


    Mudanças precisam ser feitas no ambiente regulatório para permitir uma maior competitividade internacional ao mercado brasileiro. É o que afirma o presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP), Jorge Camargo, ressaltando a importância de mudar o marco do pré-sal, para que a Petrobrás não seja mais a operadora única das áreas. “Faltam pequenos ajustes regulatórios. Não é necessário mudar o regime de Partilha, basta que a Petrobrás não seja operadora única. Precisamos simplificar o conteúdo local, tirar o incentivo à multa em vez do incentivo a fazer projetos no país”, diz o presidente, também afirmando a necessidade de um licenciamento ambiental mais bem feito, além de rodadas mais frequentes e regulares, em um ambiente que fomente mais investimentos. “Não é preciso mudar a constituição, nem fazer cavalo-de-pau regulatório. São apenas pequenos ajustes que, não tenho dúvida, fariam bem-sucedida uma rodada do pré-sal no ano que vem”, completa.

    Além disso, Camargo destaca que, frente ao grande potencial de produção de gás natural nos campos do pré-sal, o mercado brasileiro pode cada vez mais se distanciar do papel de importador do insumo. O país conta com boas reservas offshore e tem as características necessárias para impulsionar sua indústria de gás. No entanto, faltam ainda estímulos como a coordenação entre os leilões de energia elétrica e os leilões de áreas exploratórios, inclusive do pré-sal, além de mudanças na regulação para transporte via dutos. Novas mudanças, aponta o executivo, podem trazer resultados de grande efeito sobre o mercado nacional. “O Brasil ainda não é um país rico em gás, mas temos recursos. O nosso gás é majoritariamente offshore, que é mais caro que o produzido onshore, mas ele é abundante e precisa ser monetizado de alguma forma”.

    Fonte: Petronotícias



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter