Curtas

  • Português
  • English
  • Postado em 24 de janeiro, 2012


    ArcelorMittal na Copa

    A ArcelorMittal está garantindo seu espaço nos negócios gerados pela Copa do Mundo de 2014. Além da construção ou reforma de estádios, as obras de mundial de futebol compreendem projetos de infraestrutura viária, turística e de transportes, hotéis, entre outras. Segundo a companhia, ela está presente em 60% do volume de aço fornecido para as obras, o equivalente a quase vinte vezes o peso da Torre Eiffel. Uma das reformas é o Estádio Nacional de Brasília (antigo Mané Garrincha) para onde a companhia irá fornecer cerca de 22 mil toneladas de produtos, como vergalhões, perfis, produtos planos, telas e cordoalhas, quase 90% do aço que será utilizado na estrutura.

    Petróleo cai

    Os contratos futuros de petróleo recuaram ontem, refletindo a avaliação do mercado de que a crise europeia, especialmente a negociação da dívida da Grécia com credores privados, está longe de uma solução. Em Nova York, o contrato do WTI para março fechou em baixa de US$ 0,63, cotado a US$ 98,95. Em Londres, o barril do Brent para março recuou

    US$ 0,55, para US$ 110,03.

    Siemens lucra menos

    O lucro líquido do grupo alemão Siemens recuou 17% no primeiro trimestre fiscal de 2012, para € 1,46 bilhão, na esteira do impacto negativo da crise de dívida na Europa sobre a economia. Um ano antes, o resultado final havia ficado em € 1,75 bilhão.

    Valor Econômico/AC