Corpo é levado para longe com entulho

  • Português
  • English
  • Postado em 28 de janeiro, 2012


    Cadáver de mulher ainda não identificada ‘foi inadvertidamente’ transportado para Baixada Fluminense, diz Defesa Civil

    No total, 15 corpos já foram encontrados; a expectativa é que haja ainda sete soterrados na área da tragédia

    O corpo de uma das vítimas do desabamento de três prédios no centro do Rio -uma mulher ainda não identificada- foi encontrado no local para onde está sendo levado os escombros dos edifícios, em um terreno na rodovia Washington Luiz, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense.

    A informação foi divulgada no final da tarde pelo secretário de Defesa Civil, coronel bombeiro Sérgio Simões.

    “Venho aqui prestar esclarecimentos. Nessa madrugada foi encontrado um corpo em muito mau estado, muito dilacerado, que foi inadvertidamente levado para o local dos entulhos”, disse Simões.

    Foi descoberto, de acordo com o secretário, por empregados da Comlurb, a empresa municipal de limpeza urbana.

    No total, 15 corpos já foram encontrados. A expectativa da Defesa Civil é que ao menos sete pessoas ainda estejam soterradas entre os escombros, na área do desabamento.

    Quatro outros corpos encontrados ontem estavam próximos a uma escada. “Possivelmente eles estavam tentando fugir”, disse Simões.

    Até conclusão desta edição, seis dos corpos tinham sido identificados. A polícia está usando o banco de dados de impressões digitais para acelerar a identificação.

    No início da tarde, parentes das vítimas ficaram esperançosos quando receberam a informação de que os bombeiros haviam se deparado com um vão entre os escombros, uma espécie de bolsão de ar que poderia ter ajudado a salvar vítimas. No fim do dia, porém, não haviam sido encontrados sobreviventes.

    ENTERRO

    O corpo de Celso Braga Cabral Filho, 46, chefe do Departamento de Pessoal da TO (Tecnologia Organizacional), foi sepultado, de manhã, no cemitério do Maruí, Niterói, região metropolitana do Rio.

    Foi a primeira vítima do desabamento de três edifícios no centro do Rio a ser enterrada.

    Morador de São Gonçalo, Cabral Filho era casado e tinha dois filhos.

    QUALIDADE DO AR

    A chuva fina durante o dia facilitou o trabalho dos bombeiros, já que diminuiu a quantidade de poeira, melhorando a qualidade do ar. Também contribuiu para controlar pequenos focos de incêndio que continuavam a surgir entre os escombros.

    De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura, a qualidade do ar na região do desabamento era péssima.

    Desde anteontem, o IQA (Índice de Qualidade do Ar) subiu de 41 para 355, um aumento de 866%. Segundo a prefeitura, índices até 50 recebem conceito “bom”; acima de 300, “péssimo” -para efeito de comparação, em Copacabana o índice variou de 57 para 70 no período.

    Bombeiros distribuíam máscaras para moradores e trabalhadores que precisavam circular pela área.

    Folha de S. Paulo/AC



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter