Cinco perguntas para…

  • Português
  • English
  • Postado em 27 de janeiro, 2012


    Roberto Kochen, engenheiro civil e professor da USP

    1.Uma falha na estrutura é a causa mais provável para o acidente? Uma construção nova está nas condições máximas de segurança. O normal é fazer inspeções periódicas para manter essas condições. Se isso é feito, a estrutura dura 50, 100 anos. Aqui no Brasil, há pouca ênfase na manutenção. Há ênfase na construção. Alguns desses prédios vão tendo degradação com o tempo, abrindo fissuras, enferrujando as armaduras de aço. E as condições de segurança pioram.

    2.De quanto em quanto tempo é preciso fazer inspeções de manutenção? De ano em ano. Se tiver algum problema, é possível corrigir logo e o reparo é mais simples e mais barato.

    3.Falha causada pelas obras que estavam sendo feitas no prédio pode ter sido a causa? Muitas vezes, essas obras não são feitas por engenheiros, empresas qualificadas, pessoas com preparo técnico. Às vezes, uma pessoa retira uma viga ou um pilar e afeta a estrutura do prédio todo. Ouvi no rádio sobre uma suspeita de infiltração. Se ela aconteceu, pode degradar o concreto, correr até a armadura de aço e causar um colapso como aquele, sim.

    4.Há diferença se esse dano à estrutura ocorreu em um andar mais alto – como o 9º – ou no 3º? Não. O risco sempre existe, independentemente do andar. Cai uma laje sobre a laje de baixo e a carga que ela sustenta dobra de peso. Então cai novamente, Mas é difícil descrever isso sem uma análise estrutural do lugar.

    5.Que estruturas precisam ser afetadas para um prédio cair? Os prédios têm vigas horizontais sustentando as lajes e os pilares sustentando esse conjunto. Alguns edifícios ainda têm paredes estruturais. Esse conjunto todo não pode ser danificado.

    O Estado de S. Paulo/AC