Brasil e China salvam turismo

  • Português
  • English
  • Postado em 17 de janeiro, 2012


    Em 2011, ano marcado por grandes tragédias naturais e revoltas no mundo árabe, as viagens internacionais dos brasileiros ajudaram a salvar o turismo mundial.

    Com gastos no exterior32%maiores, atrás só dos chineses (38%), os turistas do Brasil foram destaque no relatório sobre o setor divulgado ontem pela Organização das Nações Unidas (ONU). O documento mostra que os negócios prosseguiram a recuperação verificada no ano anterior, com alta de 4,4% nos desembarques estrangeiros, alcançando 980 milhões em todo o globo. Apesar disso, a Organização Mundial de Turismo (OMT), órgão da ONU, prevê ritmo de 3% a 4% em 2012.

    Segundo Taleb Rifai, secretário- geral da OMT, o turismo responde diretamente por 5% da economia mundial e tinha sofrido duro golpe a partir da crise econômica de 2008, quando desacelerou a expansão para 2%. O ano seguinte foi o pior para o setor em seis décadas, com queda de 4%. A recuperação só veio em 2010 com alta de 6,7%, refletindo avanços de turistas de países emergentes. “Diante do quadro recente, os números de 2011 foram alentadores”, disse Rifai.

    Por região, a Europa teve o melhor resultado, recebendo 503 milhões de turistas em 2011, apesar das incertezas na economia. Em razão de conflitos políticos e sociais, o Norte da África e o Oriente Médio tiveram recuos de 12% e 8%, respectivamente, somando 55 milhões. Neste ano, o total de desembarques no mundo deverá superar a marca de 1 bilhão.

    Os brasileiros realizaram gastos recordes, sobretudo nos Estados Unidos, em Buenos Aires e em Paris. O Banco Central estima que, em 2011, os brasileiros desembolsaram mais de US$ 20 bilhões em viagens internacionais, 22% a mais queem2010. Embora ainda não tenha os resultados do ano passado fechados, o diretor do Departamento de Estudos (Depes) do Ministério do Turismo, José Francisco Salles, acredita que os números serão ainda mais expressivos que os de 2010, quando 1,1 milhão de brasileiros foram aos EUA, 870 mil à Argentina e 384 mil à França.

    Ele ressaltou que os brasileiros não só viajaram mais, mas gastaram muito. Foram US$ 5,9 bilhões despejados nos EUA em 2010, segundo o departamento de comércio norte-americano.

    Os visitantes do Brasil são os estrangeiros que mais gastam no país, quase US$ 5 mil por pessoa.

    “O brasileiro gasta tudo o que leva”, afirmou Salles. (SR)

    32 %

    Aumento dos gastos de turistas brasileiros no mundo em 2011

    Correio Braziliense/AC



    Rio Negócios Newsletter

    Cadastre-se e receba mensalmente as principais novidades em seu email

    Quero receber o Newsletter