BNDES aumenta opções para financiamento de bens de capital

  • Português
  • English
  • Postado em 9 de fevereiro, 2015


     

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta segunda-feira novas opções de financiamento para compra de bens de capital, com taxa de juros fixa a valores de mercado para complementar os financiamentos no Programa de Sustentação do Investimento (PSI).

    A nova taxa, atualizada mensalmente, permitirá a ampliação da participação de financiamento do BNDES para operações de aquisição de ônibus e caminhões para até 90%, além do financiamento para o caminhoneiro autônomo, o Procaminhoneiro.

    O PSI financia com taxas fixas a compra de bens de capital de fabricação nacional. O limite para o financiamento com as taxas do programa é de 50 por cento (para grandes empresas) e de 70 por cento (para empresas menores).

    O texto dos circulares que comunicam sobre a medida do banco informam ainda que o cliente pode financiar até 90 por cento do valor, complementando a taxa do PSI com taxas de mercado. A novidade é que o BNDES está oferecendo aos clientes a opção de cobrir a parcela que exceder os 50 ou 70 por cento também com uma taxa fixa, a custo de mercado.

    A taxa de juros fixa incidirá sobre a parcela de crédito referente ao aumento de participação do Banco. Ou seja, será adotada especificamente sobre a parcela de crédito não coberta pelo PSI. Com o novo mecanismo, o BNDES oferece a seus clientes uma alternativa de complementação de crédito, permitindo maior previsibilidade sobre o custo final da operação.

    Os valores das taxas fixas para fevereiro são de 17,24 por cento ao ano para micro, pequenas e médias empresas e de 15,74 por cento para demais empresas.

    Segundo o banco, numa segunda etapa, o benefício poderá financiar também outros bens de capital.