Amanco escala novo presidente na caça ao Tigre

  • Português
  • English
  • Postado em 17 de janeiro, 2012


    Carolina Pereira

    Dona das marcas Amanco, Plastubos, Bidim e Mexichem foca no aumento do portfólio para tentar, mais uma vez, desbancar o líder

    A Mexichem Brasil, detentora das marcas Amanco, Plastubos e Bidim, começou o ano sob novo comando. Desde o primeiro dia do mês, o ex-diretor financeiro Mauricio Harger, de 35 anos, assumiu a presidência da companhia, ocupando o lugar de Marise Barroso, executiva que esteve à frente do grupo no Brasil desde 2009. Segundo a Mexichem, Marise deixou a empresa por “motivos pessoais”.

    A primeira função de Harger foi definir os próximos passos da empresa em 2012, e o principal deles é ampliar a oferta de produtos, com foco em inovação.

    Um dos objetivos é ganhar mercado por meio da marca Amanco frente a concorrente Tigre que, apesar dos esforços da Amanco, continua na liderança.

    Segundo Harger, a Amanco aumentou sua participação em tubos de PVC em cerca de 1% em 2011, totalizando 32%.

    A Tigre não revela qual o percentual do mercado detém, mas afirma ter presença em 70 mil pontos de vendas, enquanto a Amanco está em 47 mil (veja quadro ao lado). “Queremos ter a liderança no mercado brasileiro como já temos na América Latina”, diz Harger, sem revelar em quanto tempo ele acredita que isso será possível. “Um impulsionadores será o lançamento de novos produtos”, afirma.

    A maior parte dos R$ 114 milhões que serão investidos em 2012 serão direcionados para isso, e o foco é a inovação. O valor inclui também publicidade e ações em pontos de venda, além de capacitação de pessoal.

    O número, no entanto, é menor que o investido em 2011 (R$ 148 milhões), quando o foco era a aumentar a produção.

    Crescimento Com as ações, o executivo espera um crescimento em vendas de8%no ano. “Em 2011, crescemos menos, 4%, e um dos motivos foi a queda no mercado de saneamento, que recuou 19%”, diz Harger. Este ano, ele conta com o crescimento de 7% no segmento de construção civil para aumentar o percentual. Segundo a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) este setor deve ter crescimento de 7% em 2012.

    Para Harger, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o Minha Casa, Minha Vida vão impulsionar as vendas nas áreas de infraestrutura e construção civil. O aumento esperado deve fazer com que a empresa ultrapasse R$ 1 bilhão em vendas neste ano no Brasil. Desde 2006, a empresa, por meio da marca Amanco, dobrou de tamanho e aumentou seu lucro em dez vezes.

    Em março do ano passado, a empresa uniu as marcas Amanco, Plastubos e Bidim em uma mesma companhia para gerar integração e sinergia entre suas áreas produtiva e de distribuição, sob o nome Mexichem Brasil. Como resultados, Harger afirma que a empresa ganhou mais agilidade em processos administrativos e decisórios.

    “O próximo passo é ter mais integração na distribuição, minimizando os custos logísticos”, diz o novo presidente da empresa no Brasil. O grupo mexicano Mexichem adquiriu a Amanco em 2007, já a Plastubos e a Bidim foram compradas no ano seguinte.

    Brasil Econômico/AC